JCanedo

Moda masculina através das décadas

23 de Junho de 2015
A moda masculina, assim como a feminina, evoluiu e sofreu a influência de diferentes acontecimentos ao longo dos anos, que foram definindo e moldando o jeito do homem se vestir, de acordo com tempo, comodidade, praticidade e elegância Moda masculina através das décadas

A moda masculina, assim como a feminina, evoluiu e sofreu a influência de diferentes acontecimentos ao longo dos anos, que foram definindo e moldando o jeito do homem se vestir, de acordo com tempo, comodidade, praticidade e elegância. Porém os comportamentos e modos não mudaram da noite para o dia. Fases de transição marcaram o surgimento das peças must have de cada época, incluindo as masculinas. O século XX foi quando as maiores e mais numerosas alterações de tendências na vida urbana surgiram, e a moda buscou acompanhar todo o este processo. Conheça um pouco sobre a históra da moda masculina e as décadas mais marcantes dos últimos 100 anos.

 

1910 e 1920: alfaiataria

 

As primeiras décadas do século da inovação foram marcadas pelo uso da alfaiataria. A vestimenta do dia a dia era calça, paletó e colete. Durante o dia, a tônica eram as cores claras e à noite a preferência era por cores escuras. Gravatas pretas eram usadas nos momentos formais, o que deu origem ao termo “black tie”. Relógios, lenços, chapéus mais elegantes, bengalas, calçados bicolores, polainas, suspensórios, luvas e abotoaduras faziam sucesso entre o público masculino. A Primeira Guerra Mundial teve forte influência neste período.

 

 

1930 e 1940: a sobriedade da guerra

 

A queda da bolsa de Nova York e a forte ascendência de Hittler ajudaram a determinar uma nova fase nas roupas masculinas: a tendência são cores e cortes sóbrios e menos ousados. Os ombros dos paletós passaram a ser longos e quadrados e as calças, largas e retas. A prioridade era por cores escuras ou ternos com listras e xadrezes. Inicialmente, a tônica era um look com aparência que transitava entre os estilos "mafioso" e de "homem de negócios". Através da passagem para os anos 40, percebe-se a presença cada vez mais forte da influência militarista, com paletós compridos e abotoados, silhueta mais marcada e calças mais apertadas.

 

 

1950 e 1960: moda esportiva

 

A moda dos anos 50 era mais simples, com a predominância do estilo americano do pós-guerra e o domínio das cores sóbrias, cinza, azul escuro e marrom. Casacos em veludo, smoking e camisas pólo ganham espaço, assim como as jaquetas esporte, normalmente xadrez, e as famosas bermudas com meia aparentes. A jaqueta de couro, queridinha de muitos rapazes, começa a ganhar espaço. Já nos anos 60 sua utilização se consolida, e as jaquetas de couro e calças justas são o must do momento. Porém as roupas de alfaiataria também têm o seu espaço, mantendo a linha das cores sóbrias. A maior influência fashion do momento era o famoso cantor Elvys Presley.

 

 

1970 e a psicodelia

 

O estilo hippie ganha espaço e marca a moda masculina e feminina. Calças pantalonas, camisas largas, bandanas e acessórios como óculos redondos braceletes e colares característicos do estilo gypsy tomam conta. As cores são a tônica da década e estampas em tie-dye e diversos estilos estão em alta. Muitas das características desta época continuam muito populares até hoje. É o caso do das calças acinturadas, dos jeans desbotados, das roupas com materiais naturais.

 

 

1980 e 1990

 

Durante os anos 80 as peças chave eram os paletós usados com camisetas casuais, jeans lavados, jaquetas de couro e gravatas slim. O look "mauricinho" também obtinha espaço através das calças cáqui, as camisas pólo, casaco amarrado sobre os ombros e sapato mocassim. Nos anos 90 o jeans chegou ao auge, bem como o visual mais grunge composto por camisas de flanela e calças mais largas, dando um aspecto mais largado às produções masculinas.

 

 

Os anos 2000 e a mistura de estilos

 

Nos anos 2000 a moda masculina girava em torno do conforto e simplicidade. O visual casual e descolado ganha força composto por camisetas com estampas divertidas, bermudas e calças rasgadas. A tendência do período é “antimoda”. É a partir desta década que as tendências ficam mais aceleradas e o consumo se torna cada vez mais comum, incentivado por novos produtos que surgem com muita frequência. Dessa forma, começa a aparecer um mix das décadas anteriores e alguns clássicos como chapéu e alfaiataria despertam novamente.

É a continuação deste período que vivemos hoje, em que as tendências se alteram cada vez mais rápido. Há um pluralismo maior de estilos e as peças clássicas que se consolidaram em outras épocas voltam a chamar a atenção.

Gostou da linha do tempo da moda masculina? Qual dessas décadas influencia mais seu estilo? Deixe um comentário!

Compartilhe

Contato Rápido

Telefone: (47) 3355-2806

WhatsApp: (47)99910-0295

Dúvidas

Iniciar chat

Facebook

A C Gomes Confecções Eireli | CNPJ 04.657.129/0001-28 | Rua Santos Dumont, 1436 - Santa Terezinha - Brusque/SC - Cep 88352-202 | marketing@jcanedo.com.br